Como Capim Grosso está reagindo ao toque de recolher

Após o aumento de casos de Covid-19 a prefeitura municipal de Capim Grosso, baixou um decreto determinando Toque de Recolher das 18:00hs ás 05:00hs entre os dias 21 e 30 de junho, proibindo a circulação de pessoas nas ruas e limitando o funcionamento do comércio abrindo apenas das 07:00hs as 14:00hs. O toque de recolher começou a valer no domingo, 21, com avisos através de carro de som e comunicados via redes sociais e imprensa.

Nesta terça-feira, 23 nossa equipe devidamente protegida e sem descer do veículo, percorreu a principal via de Capim Grosso para ver como os capimgrossenses estão reagindo ao toque de recolher e percebeu que o fluxo de pessoas era praticamente nenhum, um ou outro carro transitava na via, mas aparentemente estavam voltando para casa. 

Segundo a gestão o toque de recolher se fez necessário porque o nível de isolamento social de Capim Grosso era muito baixo, cerca 35%, além disso muitos eventos clandestinos em chácaras e sítios estavam sendo realizados, para diminuir essas ações foram decretadas as restrições.

Mesmo diante de tantos casos, algumas pessoas ainda resistem à ideia de que o vírus existe e o transformam em um debate político, não acreditando nos números, prova disso foi o que aconteceu com ex-prefeito Itamar, que mesmo ele vindo a público confirmar que tinha contraído o vírus, algumas pessoas duvidavam da contaminação do ex-prefeito, sendo necessário apresentar o exame para espantar os boatos, outros criticam as ações, no caso do decreto algumas pessoas reclamaram da gestão dizendo que o ato feria o direito de ir e vir, mesmo  que essa pessoa não tivesse necessidade de estar na rua.

Após o decreto a feira livre foi fechada por dois dias o que gerou reclamações e a praça Otaviano Ferreira recebeu grades para evitar aglomerações, visto que muitos idosos se deslocavam até a praça para se reunir e bater papo.

As ruas estão praticamente desertas a partir das seis horas o que pode melhorar o nível de isolamento do município, visto que Capim Grosso saltou de 35 casos para 83 em pouco mais de 15 dias. Mas o decreto só terá resultado mais positivos se a população colaborar e tomar os devidos cuidados para evitar ou diminuir a proliferação do coronavírus.

Redação FR Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *